24.2.06

assim como a blogomania, a nostalgia pega-se...

do que eu tenho mais saudades é:
- das bombocas, das sombrinhas da Regina e dos chocolates na árvore de Natal
- da Ana dos Cabelos Ruivos, da Flappy (até tive uma cadela com esse nome), do Tom Sawyer, duns desenhos animados de uns anões que nem me lembro do nome assim como uns do corpo humano
- do Macgyver aos domingos à tarde
- das festas de Verão na terra das minhas primas (e respectivos "amores")
- das quartas-feiras em que chegávamos mais tarde à dita festa (a saber, "Festa do Nadrupe" em que "Nadrupe" era a aldeia) porque estávamos a ver os Jogos Sem Fronteiras.
- do tempo em que Portugal ganhava alguma coisa - os Jogos sem Fronteiras
- do Michael Knight (lembram-se da loucura que foi quando o dito veio ao CascaisShopping?)
- definitivamente de jogar ao elástico, aos polícias e ladrões e à apanhada
- do pino à parede
- das sandes de pão com mel que a minha avó me mandava na lancheira para a escola
- até de demorar quase 3 horas para ir até à Lourinhã, numa estrada em que não fazias mais de 100 m seguidos em linha recta e com a minha irmã ao lado que ficava sempre mal disposta nas viagens
- das férias nas Minas de S. Domingos a tomar banho na Tapada
- de jogar pac-man e um jogo do Popey no Spectrum da minha vizinha de cima (lá em casa os computadores entraram muito mais tarde...)
- ...

outras nostalgias aqui

1 comentário:

Ben o fantasminha disse...

Acho que o Michael Night veio foi as Amoreiras...tava mortinha pra ir!! E o Pino a parede ganha, mas as bombocas nao ficam atras. Ja agora, ha umas bombocas novas, mas têm outro nome, procura no pingo doce.
Benjinhos miudinhos como a chuva.